De olho no Enem – Matemática em apoio à redação – Encerramento da atividade

Parabéns a todos os que realizaram a atividade.

Reforma no sistema previdenciário e suas consequências

A previdência social foi constituída para certificar ao cidadão um equilíbrio financeiro para os dias em que este não atuar junto da população economicamente ativa, no entanto, o sistema previdenciário vem sofrendo alterações com a desculpa de que esta garantia está ocasionando sérios prejuízos, mas a dúvida que permanece é: quem pagará a conta?
Segundos dados publicados pelo INSS, o prejuízo da previdência foi de R$41.535 bilhões somente no ano de 2016, custos que representam mais de 10% do PIB brasileiro, o que torna o sistema cada vez mais insustentável e com déficits persistentes, logo, mudanças para alterar este cenário tornam-se indispensáveis.
O governo alega que a crescente redução nas taxas de natalidade juntamente com o aumento da expectativa de vida são fatores que tornam um desafio a manutenção do sistema, tal que, com um baixo índice de natalidade torna-se baixo o número de contribuintes responsáveis pela previdência dos aposentados, que com maior expectativa de vida utilizam o sistema por mais tempo.
Logo, torna-se notável que as consequências da má administração da previdência cairão sobre os presentes trabalhadores, que trabalharão anos a mais para suprir os prejuízos do sistema com a possível dúvida se sobreviverão para um dia também desfrutarem deste direito.
Dado o exposto, se refletirmos sobre o dito do filosofo Aristóteles ” A base da sociedade é a justiça” nos restará a conclusão de que a justiça mais do que nunca deve ser feita, por parte do governo onde a União deve alterar a lei que permite a retirada de fundos da previdência para reduzir dívidas públicas, e por parte da sociedade que deve manifestar-se para que medidas sejam tomadas, mas que estas medidas sejam justas para todos.

Infográfico:

Infografico3B25

Alunas: Greyce Kelly e Júlia Teixeira –  3º ano B

Tema: Família – Novas formas

“Tenho pai, irmão, mas não tenho mãe. Quem não tem mãe não tem família” afirmava o grande filósofo Platão em IV a.C., não obstante, o conceito de família sofreu modificações. Porém, o preconceito sofrido por novos arranjos familiares não é uma problemática de séculos passados, mas sim atual. Tendo em vista que famílias, em pleno século XXI, ainda sofrem preconceito pela sua constituição.
De fato, muitas famílias ainda sofrem discriminação no território nacional, como é o caso de incontáveis grupos que possuem união homoafetiva. De acordo com pesquisas do IBGE, esse é o grupo familiar que mais cresce, os provenientes de arranjos homossexuais, contudo, é o grupo que mais sofre agressões físicas e psicológicas.
No entanto, não são apenas os provenientes desses laços familiares que sofrem violência. É exponencial o crescimento do número de mulheres e homens, nos dias atuais que são atingidos pelo preconceito, devido a sua opção de estado civil. Como acontecia na idade media, por exemplo, quando mulheres eram alvo de discriminação por estarem separadas de seus maridos. Nota-se então, que esse pensamento além de discriminatório, é arcaico e assombra nossa sociedade atual.
Com base nas informações abordadas, confirma-se que o Estado brasileiro não acompanha a dinâmica social e não elabora estratégias para melhor aceitação dessas famílias no meio social. Portanto, são necessárias mudanças na legislação para inclusão desses novos arranjos, a mídia por sua vez deveria promover de forma sutil a valorização destes em programas de entretenimento, para que a massa populacional compreendesse que deve se, acima de tudo, respeitar essas famílias.E assim a família, teria o papel principia de educar seus membros para aceitar o fato de que esses grupos familiares são detentores de direitos, como qualquer outro cidadão.

Infográfico:Grafico 3C 15

Alunos: David Henrique – Gabriella Oliveira – Maria Karoline 3º ano C

Desigualdade Social no Brasil

São perceptíveis nos dias atuais, as inúmeras formas de desigualdade no Brasil. Seja de gênero, racial, ou de qualquer outro tipo, muitas pessoas são prejudicadas por ela. Porém, a que mais acarreta problemas para os cidadãos de uma forma geral, é a social.

A má distribuição de renda, a má administração dos recursos e fundamentalmente a falta de investimento nas áreas sociais, culturais, de saúde e educação, são fatores que geram a desigualdade social, também chamada de desigualdade econômica. Contudo, o principal fator que fez com que o Brasil chegasse à situação de calamidade que está, foi a corrupção.

Com o dinheiro desviado através da corrupção, não sobra dinheiro suficiente para atender todos os setores da sociedade, o que faz com que a pobreza, a miséria, as taxas de desemprego e outros inúmeros fatores cresçam. Assim, um problema vai gerando outro, que formam uma gigantesca “bola de neve” que faz com que a qualidade de vida das pessoas diminua.

Levando-se em conta o que foi observado, achar uma solução para esse problema não é algo difícil, pois tudo se trata da ética e do bom senso das pessoas. Com um governo onde os políticos são praticantes do bom senso, a corrupção se torna impossível, portanto, para que a desigualdade social acabe, é preciso que a ponta da sociedade seja ética.

Infográfico:

Infográfico: Desigualdade social no Brasil

Alunos: Gabriel Gonçalves – Matheus Gomes – Nathan Costa – 3º ano E

O limite entre estética e saúde
É um fato que padrões de beleza sempre existiram na humanidade, mas a situação torna-se preocupante quando milhares de indivíduos comprometem sua saúde na ânsia de alcançá-los.
Apesar dos visíveis danos que os sacrifícios em nome da beleza promovem, as ocorrências médicas nesse sentido não param de crescer: pesquisas revelam que os distúrbios alimentares anorexia e bulimia aumentam 1,08% ao ano, distúrbios estes ligados a obsessão com a magreza e cujos índices de mortalidade chegam a 15%. Além de tais patologias o uso de anabolizantes, hormônios sintéticos utilizados para ganho de massa muscular que podem causar graves complicações corporais, evoluiu 75% em apenas 6 anos. Estas substâncias são empregadas por pelo menos 1,2% dos jovens brasileiros. Como se não bastasse, o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial de cirurgias plásticas, estas muitas vezes arriscadas e cuja eficácia é baixa, uma vez que apenas 15% dos pacientes saem satisfeitos do centro hospitalar.
A maior beneficiada com tal cenário é a chamada indústria da beleza, que movimenta milhões de reais anualmente. Auxiliada pelos artifícios da mídia, este mercado leva os indivíduos a crerem que sua felicidade e valor dependem diretamente de sua aparência, influenciando-os a alterá-la a qualquer custo. Tal manipulação atinge principalmente mulheres, que representam 80% dos pacientes de cirurgia plástica e 90% dos indivíduos que sofrem de distúrbios alimentares.
Portanto, a beleza deixou de ser algo meramente agradável aos olhos para se tornar uma fonte eficaz de dinheiro, e o singelo instinto humano de admirar o belo é usado contra ele mesmo em nome do lucro. A disseminação da autoaceitação e o respeito pelas limitações corporais individuais pode ser o começo de uma resolução para a problemática.

Infográfico: Infografico3CGabrielle

Alunos: Gabrielle Aparecida – 3 ano C

Tema: Família – Novas formas

As formas de família evoluíram e com o tempo a concepção tradicional de família foi fragmentada superando barreiras étnicas e satisfazendo desejos naturais, dando origem à novas combinações de cônjuges, cuja as mesmas, são tratadas com preconceito por não terem aceitação social, sofrendo violência moral, física e verbal.
O Brasil possui influências que muitas vezes desvalorizam grupos minoritários, o que justifica tamanho índice de violência contra os mesmos. Existem leis e projetos que defendem tais grupos, principalmente negros, mulheres e toda sociedade LGBTQ+. A aceitação da lei que une casais homoafetivos, cujo número supera 60.00 famílias, acarretou dilemas sociais como homofobia, que já foi presente em 90% das famílias de casais homossexuais. Em 2013, foi aprovada a lei que permite a união de pessoas do mesmo sexo, e de 2012 a 2015, a oficialização de tais casais já registrou mais de 4.854 casamentos, sendo 53% entre mulheres e 47% entre homens.
As novas formas de família no Brasil é uma crescente – conforme o gráfico apresenta – segundo os novos conceitos onde até pais e mães solteiros são considerados família, quais são chamados de uniparentais, que representam 17,4% da população.
A ética e a moralidade estão sofrendo uma imensa inversão de valores, seja em âmbitos familiares ou não. O investimento na educação deve ser a ferramenta para moldar a aceitação social das novas formas de família, sendo não a única, pois o respeito e o bom senso deve-se fazer presente em uma sociedade.

Infográfico:

Infografico3E20

Alunos: Sara Souza – Giovana Guedes -Lucas Lima – Mayara Lopes -3º ano E

 

 

Anúncios

De olho no Enem – Matemática em apoio à redação

Muitos temas indicados para a redação do Enem 2017  são abordados através de reportagens conforme ilustra o vídeo a  seguir:

Informações estatísticas, como as citadas no vídeo podem ser transformadas em infográficos e facilitar nossa compreensão do assunto em questão.

Veja um exemplo de infográfico que trata do mesmo tema:

Fonte: professoraneideaparecida.blogspot.com.br

 

Infográficos são representações gráficas nos quais as informações são apresentadas através de textos  sintetizados, dados numéricos e estatísticos, desenhos, fotos etc, que permitem uma melhor compreensão de questões complexas.

Conforme discussão realizada em sala de aula vamos transformar os principais temas sugeridos para a redação do Enem 2017  em infográficos. Esta atividade será realizada em grupos de até 4 alunos como segue:

  1. Pesquisar sobre o tema indicado ao grupo;
  2. Produzir um texto dissertativo argumentativo sintetizado, máximo 30 linhas manuscritas, contendo informações relevantes sobre o tema;
  3. Construir um ou mais infográficos utilizando software de edição de infográficos;
  4. Publicar, após revisão, o texto e o(s) infográfico(s) neste ambiente;
  5. Apresentar à turma conforme cronograma já estabelecido em sala de aula.

Sugestões de softwares para criação de infográficos podem ser vistas no link:

Softwares gratuitos para criação de infográficos

Bom trabalho a todos!

Professora Miriam Lima

 

 

 

 

 

 

 

 

Aplicação de Logaritmos

Olá queridos alunos.

Ufa!!! Finalmente! A última atividade de 2010.

Essa atividade vai nos possibilitar observar uma aplicação de logaritmos na escala que mede a magnitude ou intensidade dos terremotos – a escala Richter.

Antes, porém, queremos lembrar que, normalmente, os terremotos são provocados por movimentos na crosta terrestre, a qual é composta por grandes placas de rocha (chamadas placas tectônicas), os terremotos podem durar segundos ou até mesmo minutos. Essa movimentação provoca vibração do solo, deslizamentos de terra, aberturas de falhas, tsunamis etc.

Para medir a magnitude de um terremoto, em1935 foi proposta uma escala pelo sismólogo Charles Francis Richter (1900 -1985). Essa escala – escala Richter – começa na magnitude 1 e não tem limite definido. A magnitude (graus) é o logaritmo da medida das amplitudes (medida por aparelhos denominados sismógrafos) das ondas produzidas pela liberação de energia do terremoto. Cada unidade de magnitude representa uma energia liberada dez vezes maior que o grau anterior. Terremotos que atingem até a magnitude 2 são considerados micro terremotos e praticamente não são sentidos. Tremores de magnitude entre 4 e 5 na escala Richter, já são suficientemente fortes, podem quebrar janelas, lâmpadas e outros objetos. Entre 5,0 e 5,9 graus, podem provocar danos menores em edifícios bem construídos, mas podem causar maiores danos em outros. Um terremoto entre 6,0 e 6,9 na escala Richter pode ser devastador numa zona de 100 km. Já os terremotos com magnitudes entre 7,0 e 7,9 podem derrubar prédios e provocar enormes catástrofes.
Além da Richter, existe também a escala Mercalli, que varia de zero a 12 pontos, para aferir a intensidade de um tremor. No entanto, esta escala, criada pelo sismólogo italiano Giuseppe Mercalli, é menos utilizada.

Fonte: Infoescola – Brasilescola

Assista agora, um vídeo sobre um terremoto que ocorreu recentemente no Chile, oficialmente República do Chile, um país da América do Sul que ocupa uma longa e estreita faixa costeira encravada entre a cordilheira dos Andes e o oceano Pacífico.

Atividade:

Pesquisar uma reportagem sobre um terremoto e destacar:

a) Lugar e data;

b) Localização;

c) Qual a magnitude na escala Richter;

d) Em comparação com o terremoto ocorrido no Chile, esse terremoto foi potencialmente quantas vezes mais ou menos destrutivo.

O prazo para a realização dessa atividade é até 30/11/10.

Um abraço a todos.

Professora Miriam Lima.

Resolução do problema – Função Exponencial

Olá a todos!

Estou divulgando a resolução do problema – aplicação da Função Exponencial. Observem se cometeram algum erro para corrigi-lo.

Resolução de Problema – Aplicação da Função Exponencial

2) A população de bactérias de uma cultura é dada pela expressão:

N(t) = 1200 . 20,4t

a) Após 5 horas qual será a população de bactérias dessa cultura?

N(5) = 1200 . 20,4.5

N(5) = 1200 . 22

N(5) = 1200 . 4

N(5) = 4800 bactérias

b) Em quanto tempo a população será igual a 76800 bactérias?

76800 = 1200 . 20,4t

76800/1200 = 20,4t

64 = 20,4t

26 = 20,4t (cancelamos as bases e resolvemos a equação que está no expoente)

6 = 0,4t

t = 6/0,4

t = 15 horas

Um abraço a todos.

Professora Miriam Lima.

Aplicação da Função Exponencial.

Olá a todos!

A primeira atividade para esse bimestre nos permitirá aprender um pouquinho mais sobre as bactérias, além de observarmos uma aplicação da Função Exponencial no crescimento da população de uma bactéria.

As bactérias são organismos microscópicos unicelulares, cujo tamanho varia de 0,15 a 4 micrômetros (um micrômetro equivale a 0,001 milímetro).

Alguns tipos de bactérias causam doenças infecciosas em seres humanos e animais, mas muitas outras são benéficas, na verdade há relativamente poucas espécies produtoras de doenças, se comparado ao grande número das que são úteis e inofensivas. Por exemplo, as bactérias decompõem o lixo orgânico, enriquecem o solo e são usadas para fabricar vinho, cerveja, vinagre, queijo e iogurte. Algumas vivem no intestino de seres humanos e animais e contribuem para digestão.

É importante também não confundir bactérias com vírus. As bactérias são diferentes dos vírus, pois elas são capazes de se multiplicar fora de uma célula viva, enquanto que os vírus somente crescem e se multiplicam em células vivas.

Em geral, as bactérias se reproduzem pela fissão binária (divisão de uma célula em duas).  As bactérias se multiplicam rapidamente,  geralmente dobrando sua população a cada 20 minutos.

Bem, se existem bactérias que causam doenças, queremos ficar longe delas. Podemos reduzir as chances de sermos afetados por esses microorganismos por tomarmos algumas medidas simples de higiene, por exemplo.

Assista à reportagem exibida pelo Jornal Hoje e veja como é simples.

Fonte: HowStuffWorks – como tudo funciona

Reportagem

Atividades:

1) Você deverá encontrar uma reportagem  semelhante e selecionar pelo menos uma medida  de prevenção contra as bactérias.

Exemplo: Reportagem exibida em 24/07/10,pelo  Jornal Hoje;  tratou da higiene de itens pessoais. Uma das medidas citadas na reportagem foi: lavar as escovas de cabelo, com detergente, pelo menos uma vez por mês, para evitar inflamações no couro cabeludo.

Lembre-se que você pode pesquisar reportagens em telejornais, revistas ou sites de notícias.

2) A população de bactérias de uma cultura é dada pela expressão:

N(t) = 1200 . 20,4t, sendo t em horas.

a) Após 5 horas qual será a população de bactérias dessa cultura?

b) Em quanto tempo a população será igual a 76800 bactérias?
O prazo para a realização dessas atividades é: 31/10/2010.

Um abraço a todos.

Prof. Miriam Lima.

Resolução do Problema – Aplicação da Função do 2º grau.

Resolução do Problema – Aplicação da Função do 2º grau

a) Equação da trajetória da bola: será do tipo: ax2+ bx + c = 0

Vamos construir as equações de um sistema para descobrir os coeficientes a e b, pois sabemos, pelo gráfico, que c=0. Usando os pontos:

(1,5):  a.12+b.1 = 5—– a+b=5

(6,0):  a.62+b.6 = 0—– 36a+6b=0  ou  6a+b=0 (dividindo a equação por 6)

Sistema:

a+b=5   (I) . (-1)

6a+b=0   (II)

Usando o Método da Adição temos: a = -1

Substituindo o valor de a em uma das equações temos: b = 6

Então a equação da trajetória da bola é: h(t) =-t²+6t

b) xv= -b/2a

xv= -6/2.(-1)

xv= 3

A bola atinge a altura máxima em 3 segundos.

c) h(3) = -32 + 6.3

h(3) = -9 + 18

h(3) = 9

A altura máxima atingida pela bola é: 9 metros.